Exportação de Dados do Fórum

Fórum

« Voltar para Direito e Cidadania

CONTROLE SOCIAL E CIDADANIA

Compartilhe este tópico:
Tópicos [ Anterior | Próximo ]
Mostrando 1 - 20 de 30 resultados.
de 2
CONTROLE SOCIAL E CIDADANIA
cidadania controle social transparência fiscalização
Resposta
12/07/12 19:03
Este tópico foi criado, com o objetivo de discutir temas relacionados ao Controle Social, abrangendo, Transparência, Fiscalização das Esferas de Governo, e Cidadania, de maneira Geral.

Estejam à vontade para propor assuntos, trazer notícias da atualidade.

O importante é APRENDERMOS com o debate de idéias, e quem sabe, construirmos soluções para os problemas localizados, e colocarmos-nos A DISPOR da Sociedade Brasileira, que é a nossa finalidade.

Silvia Gouvêa
São Paulo/SP

RE: CONTROLE SOCIAL E CIDADANIA
cidadania controle social
Resposta
21/06/12 16:36 em resposta a SILVIA GOUVEA.
Arthus,

Só o fato de você ter participado ativamente do EAD onde te conheci, e me incentivado, inclusive, a criar este grupo, creio que a sua participação no Controle Social já começou ANTES disso, quando você não é mero expectador das políticas governamentais, e sim, um a n a l i s a d o r de todo o ambiente que te cerca.

Então, Arthus, OUSO dizer, que você faz Controle Social sim!

E já te pergunto: qual é o assunto que mais te incomoda, quando se fala em Governo e Sociedade Brasileira?

Proponho que fique como uma pergunta para o grupo responder.

Silvia Gouvêa
São Paulo/SP

RE: CONTROLE SOCIAL E CIDADANIA
Resposta
22/06/12 11:27 em resposta a SILVIA GOUVEA.
Bom dia, pessoal!

Só para efeito de reflexão, vou colocar uma frase que recebi por e-mail, e que acho bastante apropriada para este fórum. Silvia


“ De tanto ver triunfar as nulidades, de tanto ver prosperar a desonra, de tanto ver crescer a injustiça, de tanto ver agigantarem-se os poderes nas mãos dos maus, o homem chega a desanimar da virtude, a rir-se da honra e ter vergonha de ser honesto ”.



Rui Barbosa

RE: CONTROLE SOCIAL E CIDADANIA
Resposta
22/06/12 13:47 em resposta a SILVIA GOUVEA.
Bom Dia a todos,
Creio que o assunto que mais me incomoda quando falamos do nosso Governo é a corrupção,pois como os bandidos que cometem crimes certos da impunidade,os parlamentares também o fazem pelo mesmo motivo,há muitos países em que o nível de corrupção no governo é quase zero,será que isso é um problema cultural nosso? Como eles que estão lá fazendo as leis e são corruptos vão poder cobrar algo da sociedade,ou até mesmo servir de exemplo a alguém? Os parlamentares caçoam do povo e a maioria do povo é indiferente ao assunto política. Vou terminando parabenizando minha colega de curso Silvia Gouvêa pela iniciativa.

RE: CONTROLE SOCIAL E CIDADANIA
Resposta
22/06/12 14:42 em resposta a Priscila Da Dalt.
Patrícia, que prazer ter você aqui para debater conosco!

O EAD que fizemos juntas, de Educação Fiscal, foi uma "semente" que se desenvolveu no EAD de Controle Social, motivo de ter sido criado este fórum.

Priscila, realmente, a corrupção incomoda, mas vc disse bem, nós alimentamos essa prática abusiva. Nosso conhecido hábito de dar gorgetas é um exemplo disso.

Mas a luta deve ser permanente, nas pequenas e grandes coisas.

Veja a notícia de hoje, sobre o corte do "auxílio paletó", de R$ 20 mil reais, aos deputados estaduais de SP.

http://noticias.uol.com.br/politica/ultimas-noticias/2012/06/22/justica-de-sao-paulo-corta-auxilio-paleto-a-deputados-estaduais.htm

Abraaço.

Silvia Gouvêa

RE: CONTROLE SOCIAL E CIDADANIA
Resposta
25/06/12 13:09 em resposta a SILVIA GOUVEA.
Arthus,

Você argumentou muito bem, que, atrás da corrupção, vem, certamente, o acúmulo de riquezas irresponsável, eu diria.

Arthus, mas há luz no final do túnel. O próprio Imposto de Renda incentiva quem aplica no emprego, na cultura, no esporte.

Veja, ser rico não é o problema. Todo mundo aspira melhorar seus próprios rendimentos.

Problema é como se g a s t a o dinheiro, ou seja, as finanças pessoais precisam ser gerenciadas com responsabilidade também.

Já pensou uma pessoa irresponsável com suas finanças pessoais gerenciando dinheiro público ???

(Não vou citar, mas há casos na imprensa, recentes, que são exemplo disso).

Concluindo, melhorar essa situação significa MUDANÇA DE HÁBITO do brasileiro.

Aí que precisamos atuar, com nosso esclarecimento, foração de opinião, fiscalizadores etc.

Abraço.

Silvia

RE: CONTROLE SOCIAL E CIDADANIA
Resposta
25/06/12 16:54 em resposta a SILVIA GOUVEA.
Arthus,

Até compreendo sua "revolta", digamos assim, mas devemos conviver com as diferenças, querido.

As diferenças são salutares para a nossa vida, e para a Sociedade.

Se os ricos fossem banidos assim, qual critério você utilizaria para a distribuição de renda?

Seria uma volta às leis econômicas marxistas?

Reflita!

Abraço.

Silvia

RE: CONTROLE SOCIAL E CIDADANIA
Resposta
26/06/12 12:49 em resposta a SILVIA GOUVEA.
Bom dia!

Evidente, Arthus, nossas opiniões colocadas aqui, não têm nenhum cunho pessoal, afinal, é pra isso que estamos no site "E-Democracia" !

Arthus, você disse, num trecho final do seu post, que entendia como excesso, o lucro não aplicado no patrimônio, e aquele não distribuído aos empregados.

Vou te deixar um pouco mais triste, por que o excesso é muito maior do que parece. Diga-me quantas são as empresas que apuram custo dos seus serviços, como se deve? Poucas né? Inclusive repartições públicas!

Bem, continuando, na medida que vc não tem um custo apurado corretamente, sua margem de lucro, eu diria, é irreal.

Segundo ponto: onde existem empresas que produzam mercadorias e/ou serviços, existe riqueza, e paralelamente, a r r e c a d a ç ã o ...

Então, Arthus, difícil não dizer, enquanto há produção, alguém que se submete a um "patrão", ou a um "governo".

É obvio que existe falhas a serem sanadas, tanto nas empresas, quanto no governo.

Cada um, na sua tarefa, pode fazer muito por isso. Eu me considero parte integrante do governo (até me aposentar! rsrs), portanto, tenho o dever de fazer o meu trabalho, de forma a preservar o dinheiro público. Mas, há quem trabalhe na área privada, e que não está imune, por que também há falhas no seu cotidiano, não é? Caiu o sistema, não pode baixar do estoque, não pode vender (exemplo). É uma simples falha? Corrupção? E aí?

Hoje deixo por aí, Arthus, por que tenho que voltar para meu "dinheiro público" ! rsrs.

Abraço.

Silvia

RE: CONTROLE SOCIAL E CIDADANIA
Resposta
27/06/12 17:41 em resposta a SILVIA GOUVEA.
Boa tarde!

Gente, seguindo a proposta inicial do fórum, o que me incomoda é a MISÉRIA !...

Digo a miséria da fome, das ruas, e por que não, a miséria da ignorância.

É uma população que me preocupa, por que vem crescendo, em rítmo galopante, nas últimas decadas.

Quando venho e volto do trabalho, passo pela região do Largo São Francisco.

É intrigante, para mim, ver a tão imponente qanto famosa Faculdade de Direito, cercada de mendigos enrrolados em panos, para se cobrir, entre crianças, velhos, animais e carroças....

É muito triste, e me sinto impotente, naquele momento, por que é o dilema: dar esmola para ele drogar-se na próxima esquina ? Abrir a bolsa para ser roubada no outro istaante?

Uma pessoa conhecida veio do Rio a São Paulo, para fazer um trabalho de conclusão de curso, com outros ^dois amigos. Eles fizeram uma "experiência": moraram nas ruas durante alguns dias. Um deles não aguentou a barra, voltou para o Rio. Os outros dois continuaraaaaaaam nas ruas por algum tempo.

Essa pessoa contou que sentiam falta do OLHAR das pessoas que passavam; que BEBEM para se esquentar, por que passam muito frio, e, quando a FOME bate, não há outro meio senão ROUBAR.

Eu trago isso para vocês, por que, os Cidadãos, o Governo e a Sociedade são responsáveis por esses irmãozinhos naa rua.

E o que podemos fazer para melhorar essa situação?

Conheci, num certo tempo passado, apesar que não físicamente, um "Centro de Convivência". São casinhas construídas dentro de um espaço, onde a população carente beneficiada, é oferecida moradia, com fogão, geladeira, banheiro, quarto, enfim, tudo o que ele precisa para ter uma vida digna. É exigido que ele limpe sua "casinha", e tranque quando sair de casa. Parece-me que também há um limite de tempo para moradia, para que o indivíduo busque ele mesmo, seu trabalho e seu sustento.

Este exemplo que dei parece uma "agulha no palheiro", mas é uma iniciativa PARTICULAR, conveniada com o governo local.

E você, como vê a solução para a miséria?

Abraço.

Silvia

RE: CONTROLE SOCIAL E CIDADANIA
Resposta
28/06/12 01:28 em resposta a SILVIA GOUVEA.
Olá Silvia,
Creio que a solução para a miséria é a distribuição de renda,pois ainda continuamos no esquema piramide onde poucos tem muito e muitos tem pouco.Quero salientar que ninguém que mora nas ruas gosta de sua própria situação, porque há muitas pessoas que quando vêem um mendigo dizem que ele está ali porque quer,acredito que eles também tem indignação de sua condição mas não conseguem sair daquela situação sem ajuda.Trabalhei também próximo a esses "Centros de Convivência" gostei do projeto e acredito nele acho que deve ser ampliado para atender maior número de pessoas,e acredito que neles deve haver algum tipo de qualificação para o trabalho para os que estão ali retomarem suas vidas dando assim vez a outros que ainda estão na rua.Agora um fato interessante que presenciei lá no Centro é que não é fácil lidar com essas pessoas e quem trabalha la não pode desistir deles,vi muitos casos que os mendigos entravam roubavam as torneiras e chuveiros do local e vendiam e voltavam pras ruas.
A miséria é uma das coisas que destrói completamente o ser humano,por isso devemos cobrar algo dos governantes e mudar nossa atitude quando vemos um mendigo na rua.

RE: CONTROLE SOCIAL E CIDADANIA
Resposta
28/06/12 14:44 em resposta a Priscila Da Dalt.
Patrícia, vamos ver se agora consigo postar, apesar que te mandei por email.

Quanto à distribuição de renda à população carente, o FUMCAD é um exemplo de mecanismo nos governos locais, que se presta a distribuir recursos a entidades ligadas à criança e aoadolescente, através de convênio firmados com a Prefeitura.

Problema está no gerenciamento do Fundo., quer dizer, o recurso arrecadado da pessoa física e/ou jurídica precisa ser efetivamente APLICADO nos projetos pre-cadastrados pelo Conselho da Criança e do Adolescente.

Infelizmente, há problemas nesse gerenciamento, tanto na parte do governo, como por parte da entidade.

Acho que o Controle Social (fiscalização do cidadão) deve agir mais, e isso vai muito além da Lei de Acesso à Informação.

PS: pouca gente sabe que os convênios com os entes públicos são regulados pela Lei de Licitações e Contratos, Lei 8.666/93.

Abraço.

Silvia

RE: CONTROLE SOCIAL E CIDADANIA
pnbl internet banda larga minicom anatel marco civil democracia participativa controle social consocial marco regulatorio
Resposta
29/06/12 00:25 em resposta a Priscila Da Dalt.
Priscila Da Dalt:
Olá Silvia,
Creio que a solução para a miséria é a distribuição de renda,pois ainda continuamos no esquema piramide onde poucos tem muito e muitos tem pouco.Quero salientar que ninguém que mora nas ruas gosta de sua própria situação, porque há muitas pessoas que quando vêem um mendigo dizem que ele está ali porque quer,acredito que eles também tem indignação de sua condição mas não conseguem sair daquela situação sem ajuda.Trabalhei também próximo a esses "Centros de Convivência" gostei do projeto e acredito nele acho que deve ser ampliado para atender maior número de pessoas,e acredito que neles deve haver algum tipo de qualificação para o trabalho para os que estão ali retomarem suas vidas dando assim vez a outros que ainda estão na rua.Agora um fato interessante que presenciei lá no Centro é que não é fácil lidar com essas pessoas e quem trabalha la não pode desistir deles,vi muitos casos que os mendigos entravam roubavam as torneiras e chuveiros do local e vendiam e voltavam pras ruas.
A miséria é uma das coisas que destrói completamente o ser humano,por isso devemos cobrar algo dos governantes e mudar nossa atitude quando vemos um mendigo na rua.


Priscila, qualquer replicação de modelo economico dentro deste sistema financeiro será incentivo ao consumo. Fato : Temos um problema grande de distribuição de renda, mas, acredito piamente que a solução não está em dar o peixe já cozido (ou frito), mas sim em dar a vara e ensinar a pescar. Resumo : EDUCAÇÃO.

Educação é transmitida pela comunicação, mas, o sistema mundial (não generalizando) de educação foi feito pra manter o proletário na linha, sob rédeas curtas, sendo assim, para tb mudar este cenário precisamos EXIGIR uma coisa vital : DEMOCRATIZAÇÃO DAS COMUNICAÇÕES.

Peço ainda a atenção para a UNIVERSALIZAÇÃO DA BANDA LARGA COM GESTÃO PARTICIPATIVA, pois, internet é convergência de todos os meios.

Sem entrar muito no mérito, na consocial, as propostas que elevariam a banda larga como direito e com gestão participativa foram prejudicadas por algumas falhas, porém, muito mais importante do que o resultado da ConSocial é a apropriação da sociedade sobre este tema.

Sendo assim, compartilho com vcs esta premissa e vamos ao debate.

Abs e que bom ver o Arthus aqui de novo. Vamos juntos meu nobre e Silvia, que bom que vc abriu este debate de novo aqui.

Sigamos e vamos juntos, pq juntos somos FORTES

RE: CONTROLE SOCIAL E CIDADANIA
Resposta
29/06/12 13:20 em resposta a Marcelo Saldanha.
Bom dia!

Oba! Nada mais, nada menos que Marcelo Saldanha, no fórum?

Que ótimo, Marcelo! E já se conheciam Arthus e Marcelo ? Melhor ainda!

Marcelo, vc que tá por dentro do que já ocorreu nos debates da banda larga, como isso influencia não só na educação, como também saude, habitação,, assistencia cocial, finanças, esporte, cultura, enfim, tudo que afeta ao cidadão comum ?

Banda larga me faz lembrar Telecentros, Lan Houses, que necessitariam ser ampliados, e oficializados, já que a lan house seria uma ótima parceira do poder público nesse quesito.

Com relação a Telecentro, conheci um deles, em trabalho de auditoria num CEU, aqui em SP. Lembro que havia um agendamento de 1/2 hora, para cada pessoa.

Como vc vê, a coisa é bem ampla, ainda mais, se contar a rede pública, então, complicado, depende de execução contratual a contento, empresa idônea, etc.

Abraço.

Silvia

RE: CONTROLE SOCIAL E CIDADANIA
Resposta
30/06/12 11:14 em resposta a SILVIA GOUVEA.
SILVIA GOUVEA:
Bom dia!

Oba! Nada mais, nada menos que Marcelo Saldanha, no fórum?

Que ótimo, Marcelo! E já se conheciam Arthus e Marcelo ? Melhor ainda!

Marcelo, vc que tá por dentro do que já ocorreu nos debates da banda larga, como isso influencia não só na educação, como também saude, habitação,, assistencia cocial, finanças, esporte, cultura, enfim, tudo que afeta ao cidadão comum ?

Banda larga me faz lembrar Telecentros, Lan Houses, que necessitariam ser ampliados, e oficializados, já que a lan house seria uma ótima parceira do poder público nesse quesito.

Com relação a Telecentro, conheci um deles, em trabalho de auditoria num CEU, aqui em SP. Lembro que havia um agendamento de 1/2 hora, para cada pessoa.

Como vc vê, a coisa é bem ampla, ainda mais, se contar a rede pública, então, complicado, depende de execução contratual a contento, empresa idônea, etc.

Abraço.

Silvia


Vamos lá Silvia : Farei um alinhamento rápido em tópicos :

1 - Banda Larga é direito humano fundamental, decretado pela ONU ano passado e no Brasil o governo ainda prende esta pauta onde já temos PEC pra instituí-la tb como direito, apesar de hj ela já ser considerada serviço essencial.
2 - O Governo teima em deixar a banda larga como um serviço privado, oque a descaracteriza totalmente como direito e deixa margem para auto regulação do mercado. Basta ver a qualidade e a abrangência, com ressalvas de que a queda dos preços estão atreladas a pacotes de internet para pobres, ou seja, com franquia de download de dados restritiva e excludente, bem como redução de velocidades pós franquia estourada.
3 - Programa Telecentros.Br é uma vitória conquistada em 2009, porém, assim como todas as políticas publicas do MiniCom que toam o Digital, estão em perigo imediato.
a) PNBL : privatizado pelas teles, onde o governo só faz doar recursos públicos pra fins privados e as contrapartidas quase inexistentes
b) Cidades Digitais : Foram feitos 2 editais, um pelo MCTI e outro pelo MiniCom. As premissas são desastrosas : as redes serão somente para uso de e-gov e hotspots (sinal aberto em locais públicos), o gestor da rede será somente o prefeito e está permitido dar as redes publicas em concessão para as teles explorarem comercialmente, na troca de darem manutenção e interligar os pontos públicos
c) Telecentros.Br : 3 anos de atrasos, contratos mal feitos com os fornecedores e um problema sério para se fazer a gestão do programa; resultado, mais de 5 mil telecentros funcionando a meia boca. Vide : http://forumdainternet.cgi.br/2011/10/05/o-plano-nacional-de-banda-larga-e-o-programa-de-inclusao-digital-telecentros-br/
d) Software Livre : Temos a vitória do Portal do Software Publico, mas, o próprio governo federal ainda compra software proprietário e estados e municípios ainda pecam por não aderir as plataformas livres, oque abre espaço para editais superfaturados e uma falta de continuidade e gestão integrada que prejudica o desenvolvimento da maquina publica.
e) Cultura Digital : A industria do entretenimento vs. cultura, nesta briga estamos perdendo aos pouco,mas, a resistência ainda é grande e acho que teremos reviravolta, mas depende de vontade política tb.
f) Marco Civil da Internet : Quase o mesmo caso da cultura digital, algumas batalhas perdidas, mas, a pressão tb está grande e depende de vontade política.


Falado isso, basta resumirmos que se não democratizarmos as comunicações, que inclui a internet como fator de convergência de todas as mídias, o Brasil perderá, na verdade a sociedade perderá e pagaremos um preço muito caro por isso.

Vemos a educação como instituição falida, onde os alunos não têm mais motivação. As escolas estão perdendo para os games e para a internet. isso quando não é pras drogas e para a bandidagem (fator de exclusão de acesso as políticas publicas e aos direitos).

Nas demais áreas as TICs desenvolvem seu papel como fator de interação,mas, pra isso os governos precisam abrir mão do poder absoluto e partir para Gov 2.0. Uma democracia mais participativa.

Por fim e aqui vai a nossa causa, temos que abrir espaço para que outros tipos de provimento a internet existam, não dá mais pra acatar um modelo excludente,mercantilista e altamente controlador via oligopólios que só prezam pelo lucro e nada têm de compromisso com o social, fato este que é obrigação do Estado segundo a própria lei geral de telecomunicações, que diz no sei Artigo 65 : § 1° Não serão deixadas à exploração apenas em regime privado as modalidades de serviço de interesse coletivo que, sendo essenciais, estejam sujeitas a deveres de universalização.

Oque quero dizer é que as redes precisam ser publicas (não quer dizer restatização) via concessão, que precisam ter gestão participativa e que as cidades digitais sejam populadas por provedores comunitários, onde as finalidades sociais serão premissas e garantidoras de direitos.

Acho que é isso, mas, podemos ir tirando eventuais duvidas, já que o tema aborda legislação e um toque tecnológico.

abs e sigamos

RE: CONTROLE SOCIAL E CIDADANIA
Resposta
02/07/12 18:52 em resposta a Marcelo Saldanha.
Boa tarde!

Pelo que você diz, o futuro dos nossos provedores de internet é incerto, digamos assim ?

Eu, paarticularmente, vou achar ótimo! Ficamos à mercê de empresas de porte grande, e temos que aceitar a prestação de serviços que elas quiserem, e não o que o consumidor deseja.

Imagine só o garoto, em idade escolar, precisando fazer seus trabalhos de escola, e mesmo, uma dona de casa, pesquisando receitas para o jantar, o chefe de família pagando suas cotas pela internet. Isso são coisas que ficarão, cada vez mais, no cotidiano das pessoas.

Até mesmo o professor, para dar aula, póde se utilizar, não mais da lousa e do giz (que debilitam a sua saude!), utilizando o recurso do PC para cada aluno.

As Redes Sociaais, tb estou vendo crescer muito entre nós. A intercomunicação do governo/contribuinte, eleitor/candidato tem futuro nessse quesito tb.

Mas esta é uma discussão que vai longe!

Abraço.

Silvia

RE: CONTROLE SOCIAL E CIDADANIA
Resposta
02/07/12 19:06 em resposta a SILVIA GOUVEA.
Gostaria de explorar um pouco o tema CONTROLE SOCIAL.

Tenho visto por aí uma confusão entre o papel dos Conselhos existentes (Saude, Tutelar, Idoso etc), com "Controle Social".

Esses Conselhos estão contidos no Controle, mas não são sozinhos o Controle.

Veja, o cidadão comum não pode fazer Controle Social? PODE E DEVE!

Acontece qque não existe uma "estrutura" para que esse cidadão exerça seu direito de controlar o Estado.

Vou fazer um paralelo com o que faz o SEBRAE, em relação ao micro-empreendedor, e fazem muito bem.

Dão curso, regularizam juridicamente, assessoram,.

É mais ou menos isso que necessitaria existir para que qualquer cidadão consultasse as informações, opinião pessoal.

Num curso, cheguei a sugerir um Conselho de Transparência, em todas as esferas de governo, a exemplo do que já existe a nível federal, segundo constatei no site "Olho Vivo", da CGU.

Queria que esse tópico se desenvolvesse um pouco, para que apareça alguma proposta de solução.

Em tempos de Lei de Acesso à Informação, não podemos ficar parados, assistindo as ações governamentais, como se não fôssemos atores delas.

Silvia Gouvea

RE: CONTROLE SOCIAL E CIDADANIA
Resposta
03/07/12 18:33 em resposta a SILVIA GOUVEA.
Quridos, o site tá movimentando bastante, e essa discussão é muito proveitosa.

Concordo com a posição de vários de vcs a respeito da solução da Miséria, através da distribuição de renda. Entretanto, tudo isso precisa ser ORGANIZADO, o que não é atualmente.

Digo isso, pq considero as doações ao FUMCAD, os Convênios de Assistencia Social, os Incentivos à Cultura, Desporto, e mesmo iniciativas pequenas, como venda de artesanato, tudo isso é a Distribuição de Renda.

Mas é inadmissível verificar DESVIOS de recurso neese quesito.

Por que digo isso?

Alguns Projetos cadastrados para receber recurso do FUMCAD simplesmente não existem; Entidades de Assistência Social, que não assistem o nº previsto no projeto que se propõe a assistir a população carente; Projetos Culturais que existem apenas no papel;Entidades que se propõem a ensinar esporte ao cidadão fazem outras atividades..

Gente,´essa é a realidade da Distribuição de Renda. Depende de NÓS cidadãos, mudar essa situação!

Com relação ao Conselho de Transparência em todas as esferas de governo, tive uma ótima notícia do Arthur, de que já foi proposta no CONSOCIAL.

Apenas faço a observação que, um Conselho, como esse precisa ter FORÇA, e para isso, é necessário que e4le seja subordinado diretamente à autoridade minicipal, estadual ou federal.

Como diz um amigo que já foi de um Conselho Municipal, "conselho depende do conselheiro e da política"...

Abraço.

Silvia Gouvea

RE: CONTROLE SOCIAL E CIDADANIA
Resposta
06/07/12 17:40 em resposta a SILVIA GOUVEA.
Olá!

Nos últimos dias, a poluição na cidade de São Paulo está a níveis arrasadores!

Quem trabalha no Centro da cidade, como eu, está sentindo os efeitos nos olhos, no nariz, boca e garganta, e dirá, nossos pulmões!

Vi uma reportagem, na qual uma autoridade dizia que a poluição é agravada pelo trânsito.

Ok, mas não se fala em combater as CAUSAS, em preservar a saude dos paulistanos, que devem estar lotando os pronto-socorros da rede, bem como os particulares.

Aí refleti o seguinte: aceita-se a poluição, mas não aceitaa-se deixar de usar o carro nesses dias piores.

Transporte público a ser melhorado, campanhas educativas, flexibilidade de horários, tudo isso já se falou, mas não se faz nada!

Como mudar essa mentalidade?

Silvia Gouvea

RE: CONTROLE SOCIAL E CIDADANIA
Resposta
10/07/12 12:47 em resposta a SILVIA GOUVEA.
Arthur,

Não tem nada de absurda, a idéia que você colocou, sobre uma solução para o trânsito,através das associações de bairro!

Aliás, essas associações que existem por aí, poderiam solucionar trânsito e muito mais coisas, por que eu sou favoráavel à solução regionalizada para os problemas da cidade.

Se você pensar em soluções regionalizadas, muita coisa fica mais fácil: trânsito, educação, saúde, esporte, tudo isso já tem planos regionalizados, mas não coordenados.

Aqui em SP, temos esse problema mais claro, por que temos um verdadeiro caos, em todos os setores.

Quando criou-se as Subprefeituras, projeto inicial, a idéia era essa, com uma Coordenação das Subs.

Infelizmente, o projeto foi modificado, já no Projeto de Lei, e hoje temos a composição de outra maneira, que vem seguindo de várias Gestões.

Arthur, o "pano de fundo" do problema: FALTA PLANEJAMENTO.

Será que bateremos nesta tecla até o fim da vida ?

Silvia

RE: CONTROLE SOCIAL E CIDADANIA
Resposta
13/07/12 14:20 em resposta a SILVIA GOUVEA.
Bom dia!

Estes dias andei discutido um pouco no fórum de Licitação e Contratos, e notei que muita coisa que se discute lá, tem muito a ver com o nosso tema de Controle Social e Cidadania.

Lembrei, por exemplo, de situações que acontecem, necessitando de dispensas de licitação por Emergência.

Esse parece um tema específico, mas NÂO É.

O exemplo que dei no outro fórum, vou repetir aqui, para nós discutirmos também.

Quando eu trabalhava num hospital público, as situaçãoes do dia-a-dia TINHAM que ser resolvidas NA HORA, por que envolvia-se VIDAS, pacientes internados, cirurgias urgentes ou não, coisas desse tipo.

Certo dia, o engenheiro comunicou ao Diretor do Hospital, que a Caldeira quebrou. Começou o problema. Da caldeira dependem cirurgias, lavanderia, cozinha, etc. Õ contrato de manutenção não cobria o dano causado no equipamento, e tinhamos que resolver naquele dia. Bom, resumindo, engenheiro chamou uma firma, e nós corremos com o Jurídico para fazer uma dispensa por emergência.

Situações que fogem à regra, como essa, têm pouca proteção da atuaal lei de licitações, por que dá-se preferência ao princípio licitário, e o administrador público precisa ASSUMIR uma postura, diria pessoal até, para preservar a boa continuidade dos serviços.

Pergunto: os nossos administradores públicos estão preparados para agir com ÉTICA nestas situções?

Silvia Gouvêa

Mostrando 1 - 20 de 30 resultados.
de 2